segunda-feira, 12 de maio de 2008

Processos envolvidos na Gestão de Portfólio

sábado, 10 de maio de 2008

A origem do risco

A mais antiga citação conhecida sobre a utilização de risco para a tomada de decisão está contida no Talmud, livro sagrado escrito pelos rabinos judeus entre os anos 200 e 500 dC. Neste livro havia um raciocínio sobre a legitimidade ou não de um homem separar-se de sua mulher, pela suspeição de que ela poderia ter tido relações sexuais antes do casamento. Os rabinos elaboraram a sua resposta baseando-se no conjunto das alternativas possíveis (ter tido ou não relações e ter sido com o próprio marido ou com outro homem). Com base nestas possibilidades estabeleceram que o marido não poderia se separar de sua esposa, pois as chances a seu favor eram menores que as da esposa. O cálculo de probabilidades ainda não existia.

Blogged with the Flock Browser


A palavra "risco" deriva do italiano risicare (por sua vez derivado do baixo latim risicu, riscu), que significa "ousar". Neste sentido, o risco é uma opção e não um destino.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Como Projetar Jardins

Projetando jardins

Pensar em um espaço quieto, privado, onde se pode relaxar numa noite quente de verão, leva você direto para o quintal. Você vai desejar que o espaço externo da sua casa seja tão confortável quanto uma sala aconchegante, com a lareira acesa em uma noite fria de inverno. A varanda pode remeter a uma faixa de grama viçosa bem cortada, cercada por canteiros de ricas forrações, plantas de folhas sempre verdes e flores se abrindo. Uma cobertura de árvores cria sombras manchadas, que se movem com a brisa. Seu jardim é um lugar de paz e beleza porque foi cuidadosamente planejado, exigiu trabalho duro e paciência...

Use papel quadriculado para reformar seu jardim.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Dicionário Brasileiro de Prazos

Termos utilizados para comunicar as estimativas de tempo das atividades do projeto

Para evitar que estrangeiros fiquem 'pegando injustamente no nosso pé', está-se compilando o 'Dicionário Brasileiro de Prazos', que já deveria estar pronto, mas atrasou, do qual foram extraídos os trechos a seguir:

DEPENDE : Envolve a conjunção de várias incógnitas, todas desfavoráveis. Em situações anormais, pode até significar sim, embora até hoje tal fenômeno só tenha sido registrado em testes teóricos de laboratório. O mais comum é que signifique diversos pretextos para dizer não.

JÁ JÁ: Aos incautos, pode dar a impressão de ser duas vezes mais rápido do que já. Ledo engano; é muito mais lento. Faço já significa 'passou a ser minha primeira prioridade', enquanto 'faço já já' quer dizer apenas 'assim que eu terminar de ler meu jornal, prometo que vou pensar a respeito.'

LOGO : Logo é bem mais tempo do que dentro em breve e muito mais do que daqui a pouco. É tão indeterminado que pode até levar séculos. Logo chegaremos a outras galáxias, por exemplo. É preciso também tomar cuidado com a frase 'Mas logo eu?', que quer dizer 'tô fora!' .

MÊS QUE VEM: Parece coisa de primeiro grau, mas ainda tem estrangeiro que não entendeu. Existem só três tipos de meses: aquele em que estamos agora, os que já passaram e os que ainda estão por vir. Portanto, todos os meses, do próximo até o Apocalipse, são meses que vêm!

NO MÁXIMO : Essa é fácil: quer dizer no mínimo. Exemplo: Entrego em meia hora, no máximo. Significa que a única certeza é de que a coisa não será entregue antes de meia hora.

PODE DEIXAR: Traduz-se como nunca.

POR VOLTA: Similar a no máximo. É uma medida de tempo dilatada, em que o limite inferior é claro, mas o superior é totalmente indefinido. Por volta das 5h quer dizer a partir das 5 h.

SEM FALTA : É uma expressão que só se usa depois do terceiro atraso. Porque depois do primeiro atraso, deve-se dizer 'fique tranqüilo que amanhã eu entrego.' E depois do segundo atraso, 'relaxa, amanhã estará em sua mesa. Só aí é que vem o amanhã, sem falta.'

UM MINUTINHO: É um período de tempo incerto e não sabido, que nada tem a ver com um intervalo de 60 segundos e raramente dura menos que cinco minutos.

TÁ SAINDO: Ou seja: vai demorar. E muito. Não adianta bufar. Os dois verbos juntos indicam tempo contínuo. Não entendeu? É para continuar a esperar? Capisce! Understood? Comprennez-vous? Sacou? Mas não esquenta que já tá saindo...

VEJA BEM: É o Day after do depende. Significa 'viu como pressionar não adianta?' É utilizado da seguinte maneira: 'Mas você não prometeu os cálculos para hoje?' Resposta: 'Veja bem.' Se dito neste tom, após a frase 'não vou mais tolerar atrasos, OK?', exprime dó e piedade por tamanha ignorância sobre nossa cultura.

ZÁS-TRÁS: Palavra em moda até uns 50 anos atrás e que significava ligeireza no cumprimento de uma tarefa, com total eficiência e sem nenhuma desculpa. Por isso mesmo, caiu em desuso e foi abolida do dicionário.

(autor desconhecido, conhecedor da cultura brasileira)

Curso de Gestão de Projetos a distância

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Metodologia de Gerenciamento de Projetos - Methodware




Carlos Magno da Silva Xavier / Flavio Ribeiro Vivacqua / Otualp Sarmento de Macedo / Luiz Fernando da Silva Xavier

336 páginas

1ª edição - 2005

ISBN: 8574522228


A grande maioria dos livros de gerenciamento de projetos existentes no mercado apresenta “o que” é necessário para o gerenciamento de projetos, sem entrar no mérito de “como” esses processos devem ser realizados e em que seqüência. Este livro é direcionado para empresas e profissionais que precisam aumentar a chance de sucesso de seus projetos, através do estabelecimento de métodos para iniciar, planejar, executar, controlar e fechar projetos.

A metodologia apresentada mostra aos leitores como implementar as boas práticas sugeridas pelo PMBOK 3a edição. O livro é voltado para a prática e, por isso, utiliza o projeto de um treinamento para exemplificar os procedimentos de cada processo da metodologia. Como apêndices ao livro podem ser encontrados:

- um exemplo de Plano de Gerenciamento de Projeto
- trinta e seis (36) modelos (templates) de documentos citados na metodologia
- guias práticos de como implementar a metodologia em dois softwares de gerenciamento de projetos do mercado: Microsoft Project e Project Builder

Governo do Espírito Santo cria PMO com status de Secretaria

Notícias

24/04/2008 19:11 | Gerenciamento de Projetos
Governo amplia parcerias em gerenciamento de projetos

Nestor Müller / Secom

Ângelo Valle, Bergoli e Octaciano Neto da Segep ajustam as parcerias para o setor.

A equipe da Secretaria de Estado de Gerenciamento de Projetos (Segep) recebeu nesta quarta-feira (24) a visita do coordenador do curso MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e presidente do Project Management Institute (PMI-RJ), Angelo Valle, para troca de experiências em gerenciamento e estabelecimento de parcerias.

No encontro foram discutidas ações para a realização, no Espírito Santo, de um Fórum Nacional de Escritórios de Projetos de Governo e para o lançamento de um livro sobre gerenciamento de projetos, com base na experiência do setor público estadual, previstos para 2008. Além disso, o PMI-RJ contribuirá na elaboração do programa de trabalho da Segep para os próximos 30 meses.

“O Governo do Espírito Santo está de parabéns pela criação da primeira secretaria estadual pública de gerenciamento do país, sinalizando claramente uma opção pela administração de resultados, via ferramentas modernas de gestão que ainda são mais comuns no setor privado”, afirma Ângelo do Valle.

Segundo Enio Bergoli, desde 2003 o montante de investimentos realizados pelo Governo do Estado cresceu trinta vezes, saltando de menos R$ 40 milhões para R$ 1 bilhão em 2008. “Nossa missão é monitorar os investimentos, através de ferramenta moderna, que é o caso do gerenciamento de projetos, para que as entregas à sociedade ocorram nos prazos estabelecidos e com qualidade superior”, afirma o Secretário.

Bergoli também explica que o monitoramento dos investimentos realizados pelo Governo do Estado tem como foco o desenvolvimento harmônico e equilibrado, entre todas as regiões capixabas. “Esse é um compromisso assumido por toda a equipe do governador Paulo Hartung”, afirma o Secretário.

Criada no início do mês de abril, a Segep é responsável pelo monitoramento dos projetos do Governo do Estado e tem como base a metodologia de Gerenciamento Estratégico Orientado para Resultados (GEOR). Esse método de trabalho permite o acompanhamento das ações do Governo em tempo real, o que possibilita agilidade no processo de tomada de decisões.

Além disso, a pasta coordena o programa Pró Gestão, que abrange o gerenciamento dos 19 projetos prioritários do Governo do Estado, com impactos nas áreas de saúde, educação, transporte, agricultura, segurança pública e outras. Esses projetos prevêem investimentos de R$ 3,2 bilhões, em quatro anos, o correspondente a cerca de 70% do orçamento de investimentos do Governo.

Fonte: http://www.es.gov.br/site/noticias/show.aspx?noticiaId=99680215

domingo, 27 de abril de 2008

sábado, 26 de abril de 2008

Software livre que substitui o Microsoft Project



OpenProj é uma ferramenta de gerenciamento de projetos open source. OpenProj é um substituto para o Microsoft Project e outras soluções comerciais de gerenciamento de projetos. OpenProj é ideal para gerenciamento de projetos no seu computador e está disponível nas plataformas Linux, Windows, Unix e Mac. Ele pode abrir arquivos criados no Microsoft Project ou Primavera. Há uma versão do produto em Português.
Uma cópia gratuita do OpenProj está disponível aqui.

Livro sobre Gerenciamento do Escopo




Título: Gerenciamento de Projetos - Como Definir e Controlar o Escopo do Projeto Autor: Xavier, Carlos Magno da Silva Editora: Saraiva

Esta obra apresenta capítulos introdutórios sobre gerenciamento, aborda com clareza os processos de gerenciamento de escopo propostos pelo PMBOK Guide, apresentando ainda estudo de casos, exercícios e exemplos de ciclo de vida de projetos e, principalmente, de WBS para vários tipos de projetos. O capítulo cinco mostra detalhadamente o processo de elaboração de uma WBS.

Biblioteca de livros de gerenciamento de Projetos


Estou disponibilizando a lista de livros de gerenciamento de projetos da minha biblioteca do Google. O link para acesso é RSS feed. Na lista há livros em português, inglês e espanhol.


sexta-feira, 25 de abril de 2008

Experiência da Implantação do PMO no SERPRO


ESCRITÓRIOS DE SUCESSO
Novo modelo de gerenciamento de projetos auxilia empresas na tomada de decisões estratégicas

Esmaltec contrata Natália para o EPROJ









O Escritório de projetos da ESMALTEC (EPROJ) contratou a Natália Sales que estava trabalhando no Escritório de Projetos do BNB. A partir de maio a Natália passará a compor a equipe do EPROJ, levando a experiência de 2 anos de trabalho no BNB.
A Natália está participando do Curso de MBA em Gestão de Projetos da FIC/PMI-CE e é uma das melhores alunas da turma. Está acumulando experiência e conhecimento para a Certificação PMP. Desejamos muitas sucesso e felicidades na nova empresa.


Treinamento em Microsoft Project



Objetivo:

Desenvolver habilidades da metodologia do Project Management Institute (PMI) para aplicação prática dentro do ambiente do Microsoft Project.

Programa de Curso

O treinamento dividido em 10 etapas que abrangem a interação com MS – Project, onde o aluno aprende a utilizar os principais recursos da ferramenta em relação a tempo, custo e recursos. O curso estimula o aprendizado com a ferramenta, agregando as boas práticas de gerenciamento de projetos da metodologia utilizada pelo PMI.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO TREINAMENTO
Etapa 1
· Iniciando o Microsoft Project
· Padronizações
· Principais características da nova versão
· Proposta do case de desenvolvimento
· Operações básicas
· As barras de ferramentas
· Operações com arquivos
· Criando um projeto
· Definindo o Ciclo de Vida do Projeto
Etapa 2
· Propriedades do projeto
· Calendários (adaptações para feriado e fins de semana)
· Configurando e customizando um calendário de Trabalho
· Configurando as Opções de Calendário
· Criando um Calendário Base
· Determinando o Calendário do Projeto
· Modificando os Calendários dos Recursos
· Aplicando Calendários a uma Tarefa
· Linhas de Base e Planos Provisórios
· Planilha de recursos
· Agregando custo e hora extra a recursos
· Compartilhamento de recursos entre projetos
· Boas práticas do PMI 1
Treinamento
Microsoft Project
Professional com Metodologia do PMI
Etapa 3
· Gerenciamento de cronograma baseado nas 5 áreas do PMBOK
· Boas práticas do PMI 2
· Planejamento de tarefas
· Formulário de Tarefas
· Definindo as Atividades para o Projeto
· Manipulando as Tarefas Resumidas
· Mover ou Excluir uma Tarefa Resumida
· Criando a Estrutura Analítica do projeto (WBS)
· Dicionário de WBS
· Digitando tarefas
· Organizando tarefas
· Determinado fases de conclusão de etapas (Milestones)
Etapa 4
· Seqüenciamento e tipos de seqüenciamento de tarefas
· Criando vínculos entre tarefas
· Tipos de vínculos
· Agenda e Tipos de Tarefa
· Adicionando Recursos e Valores de Trabalho
Etapa 5
· Estimativas de cronograma
· Tipos de compactação de cronogramas
· Boas práticas do PMI 3
· Estimativas de duração de atividades – Técnica PERT
· Planejamento de Buffer entre atividades
· Determinando a linha de base
· Estimativas de duração e folga de atividades
Etapa 6
· Alocação de recursos
· Custos com recursos
· Gerenciando recursos
· Definindo o Cronograma de Recursos
· Visualizando Cargas de Trabalho de Recursos
· Resolvendo conflitos de recursos superalocados (nivelamento de recursos)
· Usando o Project para redistribuição dos recursos
Etapa 7
· Relatórios do Microsoft Project
· Personalizando e configurando relatórios
· Boas práticas do PMI 4
· Aplicação de Filtros
· Aplicação de grupos
· Relatórios Específicos (Marcos do projeto)
Etapa 8
· Integrando o MS Project com MS Word, MS PowerPoint e MS Visio
· Criando apresentações de projeto
· Desenvolvendo relatório de projeto
· Inserindo e ocultando colunas
Etapa 9
· Gerenciando vários projetos
· Compartilhando recursos entre os projetos
· Acompanhando a execução das tarefas
· Boas práticas do PMI 5
· Linhas de base
· Atualizando o Cronograma Atual com Dados Reais
· Comparando o Cronograma Atual com a Linha de Base
· Comparando os Dados Atuais à Linha de Base
Etapa 10
· Revisão de treinamento
· Boas práticas do PMI 6
· Avaliação de treinamento (opcional)
· Case de trabalho em grupo
· Apresentação de trabalhos
Pré-requisitos:
· Conhecimento em ambiente Windows.
· Conhecimentos básicos em Microsoft Office.
· Conhecimento do PMBOK 3ª. Edição ou, ter cursado as disciplinas de
Escopo, Tempo e Custo

Duração: 24 Horas
Instrutor: Germano Fenner, PMP
As empresas interessadas em contratar este curso para realização IN COMPANY devem entrar em contato pelo email: ecastelob@gmail.com

quinta-feira, 24 de abril de 2008

TenStep Brasil no Ceará


A TenStep Brasil anuncia a criação de uma aliança estratégica com a empresa de consultoria Xtrategy - Soluções em Gestão de Projetos.John Grass, Diretor Sócio da TenStep Brasil comenta. "Nós estamos muito entusiasmados com a nova aliança na capital do Ceará. Nós estamos especialmente entusiasmados com a formação desta parceria com a Xtrategy para especialmente oferecer produtos e serviços relacionados ao gerenciamento de projetos sem paralelo no mercado."O nosso programa de aliança nacional continua com este anuncio oficial. A nossa aliança com a empresa Xtrategy nos ajudará a servir melhor os nossos clientes na região Nordeste e também a fornecer produtos e serviços adicionais aos nossos clientes já existentes."


Henrique da Silva Barreto, PMP, Sócio Diretor da Xtrategy comentou. "Acreditamos fielmente que esta aliança trará oportunidades inenarráveis às empresas nordestinas que optaram pelo gerenciamento de projetos em seus negócios. Ao unirmos a expertise da Xtrategy, com as metodologias e os serviços de gerenciamento de projetos da TENSTEP, proporcionaremos aos nossos clientes um ambiente favorável ao alcance da Excelência em Gerenciamento de Projetos".

Evento de Gerenciamento Estratégico de Projetos

Em maio acontecerá um grande evento de gerenciamento de projetos em São Paulo. Trata-se do Gerenciamento Estratégico de Projetos 2008. Este evento tratá workshops e apresentações de estudo de casos de empresas brasileiras que estão utilizando o gerenciamento de projetos no nível estratégico.

Maio 27 - 29, 2008 · Hotel Blue Tree Towers Morumbi, São Paulo, SP

Maiores informações em http://www.iqpcevents.com/ShowEvent.aspx?id=91534&details=91652

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Livros para Exame PMP


A Projectlab agora tem uma loja virtual que está vendendo todos os padrões do PMI, os livros e produtos best-sellers da Rita Mulcahy e muito mais!!

Acessando http://www.projectlab.com.br/, você vai encontrar:

- PMP Exam Prep 5a Ed - Rita Mulcahy ( Preparatório para o Exame PMP)
Português ou Inglês
R$ 230,00 ou 3 x 76,67

- PMP Exam Prep, Fifth Edition: Rita's Course in a Book for Passing the PMP Exam (Inglês)
R$ 230,00 ou 3 x R$ 76,67

- PM FASTrack - Software de simulação para o Exame PMP - 1400 questões!
(Configuração em até 2 computadores)
R$ 588,00 ou 3 x R$ 196,00

- Hot Topics PMP Exam Flash cards (Rita Mulcahy)
R$ 98,00 ou 3 x R$ 32,67

- Risk Management - Tricks of the Trade for Project Managers (Rita Mulcahy)
R$ 130,00 ou 3 x R$ 43,33

- PM Crash Course Premier edition (Rita Mulcahy)
R$ 80,00 ou 3 x R$ 26,67

- PMBOK 3a Ed - Guia do Conjunto de Conhecimentos de Projetos (padrão PMI) -Português e Inglês
R$ 135,00 ou 3 x R$ 45,00

- The Standart for Portfolio Management (padrão PMI)
R$ 138,00 ou 3 x R$ 46,00

- The Standart for Program Management (padrão PMI)
R$ 138,00 ou 3 x R$ 46,00
Tudo em 3 X sem juros no cartão (VISA e AMEX) ou em até 6 vezes com juros!

Dentre outros!

Entrega imediata para todo o Brasil !!!
www.projectlab.com.br/loja
21.2220.9009 - 11.3253.9732

Germano Fenner. Esse é o Cara


Fortaleza está com um novo instrutor de cursos de gerenciamento de projetos que está encantando os alunos.

O professor Germano Fenner. Esse é o cara.

Atualmente o professor Germano Fenner está ensinando nas turma do MBA de Gestão de Projetos da FIC/PMI-CE e em cursos oferecidos pela empresa Capability.

Currículo resumido: Certificado pelo PMI (Project Management Institute) como PMP (Project Management Professional). Certificado em ITIL Foundations Certificate in IT Service Management pelo Examination Institute for Information Science-EXIN e pelo International Institute for Learning-IIL em Microsoft Project. Bacharel em Informática pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ e mestrado em Sistemas e Processos Industriais pela Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC.

Nova empresa de Capacitação em Gestão de Projetos no Ceará




A Capability é a mais nova empresa a oferecer serviços de consultoria e treinamento em gestão de projetos no Estado do Ceará. o jovem empreendedor Ailton Queiroz, que está a frente da empresa, está promovendo cursos com o objetivo de preparar os alunos para a prova de Certificação PMP e disseminar conceitos sobre montagem dos PMOs-Escritórios de Projetos no Estado.


O Site da empresa é : http://www.capabilitycet.com.br/


Revista ON LINE do PMI



Link de revista on line do PMI disponível na Internet para acesso público de membros e não membros do Instituto.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Modelo de EAP

Regra 53 para Gerentes de Projetos

Os contratados respondem bem a um cliente que dá atenção ao que eles estão fazendo, mas não respondem bem a um cliente que questiona continuamente os seus trabalhos. A regra básica é: O cliente está sempre certo, mas o custo aumentará se o cliente quiser que as coisas sejam feitas sempre de sua maneira em vez de ser como o contratado planejou. A regra deve ser: Nunca mude os planos de um contratado a menos que os mesmos não sejam adequados ou demasiadamente caros (ou seja, como diz o velho provérbio: "O melhor é o inimigo do bom").

Ciclo de vida dos documentos do projeto

É importante para os gerentes de projetos reconhecer os estágios pelos quais um documento deve passar desde o início de sua criação até a conclusão do mesmo. Este conhecimento permite que os gerentes de projetos compreendam a situação atual (Status) de um documento em qualquer momento e ajudará a assegurar que será alocado o tempo adequado para completar o documento. Por exemplo, quando um membro da equipe diz que pode concluir um documento em duas semanas. O que ele está dizendo? Ele está dizendo que o documento vai estar pronto para circular para feedback e para a aprovação em duas semanas ou que o documento vai estar concluído e totalmente aprovado em duas semanas? Nem todos os documentos precisam passar por todos os estágios de criação a aprovação. No entanto, dependendo do documento, um ou mais desses passos podem ser necessários.

  1. Preparação. Às vezes você pode somente sentar-se e começar a escrever o seu documento. Outras vezes você necessita preparar-se e planejar. Isto é especialmente uma realidade quando o documento for muito extenso e complexo. Em muitos casos você não pode simplesmente começar a escrever porque você não tem as suas idéias estruturadas. A preparação e o planejamento que inclui esboçar o índice e estruturar as seções, lhe ajudarão a começar.
  2. Criação Inicial do Documento. Neste passo, o documento é criado em formato de rascunho. Se não houver revisões e aprovações posteriores, este passo resultará na criação da entrega final. A maior parte das horas de esforço associadas ao documento são investidas neste passo. Os passos posteriores podem ter longa duração, mas não consomem a mesma quantidade de esforço.
  3. Feedback e Modificação (Iterativo). Esses dois passos envolvem a circulação do documento para revisão inicial e feedback. O documento é atualizado baseado nos comentários da revisão. Dependendo do documento em particular, este pode ser um passo iterativo. Um documento pode ter uma revisão interna, seguida de uma revisão pelas partes interessadas e seguida de uma revisão da gerência. Após cada uma dessas revisões, o documento é modificado com base no feedback e enviado para o próximo passo.
  4. Aprovação. Quando o documento tiver circulado para revisão e feedback, e posteriormente atualizado, ele estará pronto para aprovação final. Alguns documentos devem ser formalmente aprovados por escrito. Outros documentos são simplesmente considerados concluídos após o recebimento da rodada final de revisão, feedback, e ser atualizado.

Os documentos finais poderão requerer atualizações posteriores que também poderão requerer seus próprios mini processo de ciclo de vida (feedback / modificação / aprovação).

Armazenar os documentos do projeto e do gerenciamento do projeto em um repositório.

O repositório de documentos contém todos os documentos do projeto, tanto os relacionados ao projeto em si como os de gerenciamento do projeto. Por exemplo, o repositório conterá os documentos do "Termo de Abertura do Projeto" e o "Cronograma do Projeto" (estas são entregas do gerenciamento do projeto), e também, os documentos de "Especificações Técnicas" e o "Plano de Testes" (estas são entregas do projeto). Quando você começar a considerar seu processo de gerenciamento de documentos, todos os documentos produzidos em seu projeto deverão ser contabilizados.

Após o projeto, os documentos devem ser transitados para as áreas apropriadas

Após a conclusão do projeto, alguns dos documentos podem ser arquivados, enquanto que outros precisam ser mantidos por tempo indefinido. Por exemplo, os documentos "Relatórios de Andamento (Status) do Projeto" podem ser arquivados (ou excluídos) quando o projeto estiver concluído já que são sensíveis ao tempo e após o projeto agregam um valor limitado. Por outro lado, o documento "Manual do Usuário" precisa ser mantido após o projeto.

Algumas empresas mantêm um repositório central das principais entregas dos projetos que podem servir para a reutilização. Por exemplo, o documento "Requerimentos do Negócio" que foi criado para o seu projeto poderá ser utilizado por um outro projeto que seja focado em uma área negociável semelhante. O documento "Estratégia de Testes" definido pelo seu projeto pode ser reutilizado por um outro projeto que tenha necessidades de testes semelhantes.

Se existe um repositório corporativo onde os documentos possam ser submetidos, o gerente do projeto e o bibliotecário devem decidir quais são as informações que podem ser reutilizadas em projetos futuros.

Fonte : TEN STEP

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Dica de Livro sobre Gerenciamento de Riscos

Gerenciamento de Riscos em Projetos
Carlos Alberto Correa Salles,Alonso Mazini Soler & Jose Angelo Santos do V


Por apenas:R$ 18,00

O objetivo deste livro é apresentar um processo estruturado para o efetivo gerenciamento de riscos em projetos, isto é, como devemos lidar com as incertezas que ocorrem em qualquer projeto, de qualquer natureza, porte ou complexidade. Como você vê a abordagem dos riscos dos seus projetos, no seu ambiente de trabalho? Ela é realmente feita? Ou apenas "colocamos 10% sobre o custo calculado, para qualquer eventualidade, e se ocorrer, nós vemos como é que fica!" Será que 10% são suficientes?

Entrevista com Professor Eliseu

Quem é o professor Eliseu?

PMP, Fundador, ex-presidente e atual Diretor Conselheiro do PMI-CE, além de Coordenador do Curso de MBA em Gestão Estrategica de Projetos e professor do mesmo curso na Faculdade Integrada do Ceará (FIC) e Mestre em Informática Aplicada(UNIFOR).

Segue abaixo entrevista feita com Professor Eliseu pela nossa equipe:


Eqp. 4 - Em que consiste a Gestão de Projetos?

Prof.º Eliseu - No esforço que as organizações tem feito pra administrar melhor os desafios empresariais. Hoje a gestão de projetos está presente em vários setores. Não existe uma metodologia padrão a ser aplicada como uma regra, mas cada empresa tem que encontrar a própria forma de gerir seus projetos. Depende de fatores culturais e da aceitação dos princípios da gestão de projetos em cada organização.


Eqp.4 - Qual a posição do Brasil no contexto Gerenciamento de Projetos?

Prof.ºEliseu – O gerenciamento de projetos no Brasil tem se desenvolvido muito nos últimos anos. Há um crescimento do número de profissionais certificados, mas ainda temos alguns Estados do país onde os princípios básicos de gestão de projetos do PMI-Project Management Institute ainda não são conhecidos.


Eqp.4 - Quais as novas tendências da evolução do Gerenciamento de Projetos?

Prof.ºEliseu – Com a evolução do Gerenciamento de Projetos, cada vez mais as organizações vão conseguir implementar melhor seus planos estratégicos. A gestão de projetos tem hoje o objetivo de agregar valor aos negócios das empresas.


Eqp. 4 - Por que alguns projetos fracassam?

Prof.º Eliseu - Por vários motivos, falta de apoio do patrocinador, equipe sem conhecimento, falta de recursos, falta de visão do gerente.


Eqp. 4 - Quais áreas mais utilizam a gestão de projetos?

Prof.º Eliseu - Área de TI, Finanças, engenharia, engenharia aero-espacial, também temos visto o crescimento de projetos no terceiro setor e em projetos ambientais.


Eqp.4 - Quais benefícios da gestão de projetos num primeiro plano?

Prof.º Eliseu - Diminuição de custos, menor stress da equipe, otimização do tempo, melhoria da qualidade, entrega do produto certo, com qualidade certa, no tempo que o cliente solicitou.


Eqp. 4 - Qual o maior desafio em ensinar gerencia de projetos a outras pessoas?

Prof.º Eliseu - Uma vez ministrando um curso de gerenciamento de projetos, um aluno disse que o curso era como uma aula de alta culinária francesa, para quem só tem em casa arroz com feijão. O maior desafio é mostrar aos alunos que é possível utilizar a gestão de projetos na prática apesar de todas as dificuldades que as empresas têm em mudar a cultura de trabalho funcional.


Eqp. 4 - Qual a melhor fonte de pesquisa para a gestão de projetos

Prof.º Eliseu - Conhecer o PMBOK, conhecendo as melhores práticas, através do PMBOK você pode criar sua própria metodologia


Eqp. 4 - Qual o maior problema que teve que enfrentar em um projeto? Como superou esse problema?

Prof.º Eliseu - Obter a confiança da equipe, mostrando que era possível realizar a entrega de um projeto, que a equipe achava impossível. A estratégia que eu utilizei foi dividir o problema em partes pequenas que se mostraram muito fáceis de resolver. Ao focar a atenção nas metas diárias, fiz a equipe se despreocupar com o alcance da meta final e consegui completar todo o trabalho necessário para realizar as entregas do projeto. Ter visão clara de como o projeto irá terminar e saber comunicar esta visão para a equipe é, na minha opinião, a maior qualidade que um gerente de projetos precisa ter.


Eqp. 4 - Qual a melhor maneira, em sua opinião, de como calcular o custo de um projeto?

Prof.º Eliseu - É melhor quando você recebe o custo como uma restrição do patrocinador.


Eqp. 4 - Qual atuação do PMI - CE?

Prof.º Eliseu – O PMI atua fortemente na capacitação em gerenciamento de projetos. Trabalha para ter o maior número de pessoas preparadas para o gerenciamento de projetos e o aumentar a quantidade de profissionais certificados pelo PMI no Ceará.


Eqp. 4 - Como se filiar ao PMI – CE e quais as vantagens?

Prof.º Eliseu - Primeiro é necessário se filiar ao PMI – www.pmi.org. No processo de filiação será possível também se filiar ao PMI-CE. As vantagens de estar cadastrado são descontos nos eventos do PMI e PMI-CE, recebimento de informações sobre a gestão de projetos, desconto na prova PMP e aumento da rede de relacionamento com outros gerentes de projetos que atuam no Ceará.

NOVIDADES NO PMBOK 4ª EDIÇÃO - 2008

Novidades no PMBOK 4ª Edição - 2008 - A Guide to The Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fourth (4th) Edition

Já estão previstas para o final de 2008 as novas versões das seguintes publicações do PMI - Project Management Institute:
- A Guide to The Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fourth (4th) Edition- 2008;

- The Standard for Program Management Second Edition;

- The Standard for Portfolio Management Second Edition;

- Organizational Project Management Maturity Model - OPM3 Second Edition.

O período de colaboração com sugestões e recomendações já se encontra encerrado. Em relação ao PMBOK, houve uma redução no número de processos de 44 para 42. As principais alterações por área de conhecimento:

Integração - Excluído o processo "Desenvolver a Declaração de Escopo Preliminar".

Escopo - Excluído o processo "Planejamento de Escopo" e inserido o processo "Coletar Requisitos".

Tempo - Sem alterações.

Custo - Sem alterações.

Qualidade - Sem alterações.

Recursos Humanos - Sem alterações.

Comunicações - Inserido o processo "Identificação de Stakeholders".

Risco - Sem alterações.

Aquisições - Os processos "Planejar Compras e Aquisições" e "PlanejarContratações" foram consolidados no processo "Planejas as Aquisições"; e os processos "Solicitar Respostas de Fornecedores" e "Selecionar Fornecedores" foram consolidados no processo "Conduzir as Aquisições".

Mais informações:http://www.pmi.org/Resources/Pages/Exposure-Drafts.as